CATEGORIAS DICAS PRODUÇÃO

COLOR GRADING: 5 TRUQUES NO PREMIERE

27 de abril de 2020

author:

COLOR GRADING: 5 TRUQUES NO PREMIERE

Olá, pessoal! Bom, para começar, isso você já deve saber: se você optou por trabalhar com o Premiere Pro como seu software principal, há uma guia completa dedicada ao tratamento de cor e Color Grading. O Lumetri Color Panel evoluiu muito desde sua implementação inicial. Costumava ser um efeito simples que você poderia adicionar ao seu clipe, mas a cada nova atualização, ele se transformava em uma guia separada com um conjunto bastante completo de ferramentas.

Na verdade, o Lumetri pode não estar nos níveis dos softwares dedicados, mas é mais que suficiente para quase qualquer situação. Se você deu os primeiros passos dentro da guia Lumetri, provavelmente poderia usar as dicas de Jordy do Cinecom.net sobre color grading, abordadas em detalhe no vídeo abaixo (em inglês):

1. Posição do LUT

Você provavelmente já deve ter notado que existem dois lugares diferentes onde você pode aplicar LUTs no Premiere Pro. Você pode fazer isso na guia Correção básica, em “Input LUT”, e uma segunda vez na guia Criação, em “Look”. Nos dois casos, você pode escolher um LUT e aplicá-lo ao seu vídeo, mas qual é a diferença? Quando devemos usar um em vez do outro?

A principal diferença aqui é o momento em que o LUT é realmente aplicado. Quando você aplica o LUT na primeira aba, ele é inserido antes ^que você possa fazer as correções básicas de exposição, sombras e contraste, por exemplo. Isso impossibilita a recuperação de bits superexpostos.

2. Cor seletiva

A maioria das pessoas segue para as curvas Matiz e Saturação para aprimorar um determinado intervalo de tons. E na teoria isso está correto. No entanto, uma manipulação pesada usando apenas essas ferramentas pode quebrar sua imagem, especialmente se você estiver lidando com um arquivo de 8 bits altamente compactado.

Para evitar isso, no Painel Lumetri, você deve ir para o HSL secundário. Os controles deslizantes Blur e Denoise salvam a degradação da sua imagem e ajudam a obter resultados muito melhores.

3. HSL

Mantendo a guia HSL aberta, há um pequeno truque que você pode fazer. Se você selecionar os tons de pele e desfocar a seleção até selecionar os olhos e a boca do seu personagem, poderá usar os controles deslizantes de contraste e nitidez para aprimorar a imagem, sem afetar a área fora de foco.

4. Curvas coloridas

Às vezes, você pode se sentir intimidado pelas curvas de cores, mas, acredite, esse pode ser um recurso extremamente poderoso. Se você precisar esfriar ou aquecer sua imagem, em vez de usar o controle deslizante de temperatura, tente mover os tons médios para o lado laranja enquanto projeta um pouco de azul nas sombras ou nos realces. Você obterá um resultado muito mais natural.

5. Vibração

Na guia Criação, você encontrará o controle deslizante Vibração. Está logo acima do controle de Saturação, mas o que é realmente vibração? Bem, basta colocar, se você mover o controle deslizante de Saturação, a imagem inteira aumentará suas cores, afetando todo o espectro de cores.

Se você usar o recurso Vibração, apenas as cores menos saturadas serão exibidas, resultando em uma imagem mais bonita em geral.

Essas dicas são cinco dicas super rápidas, entretanto essenciais para trabalhar as cores com um pouco mais de cuidado nos seus projetos usando o Lumetri no Adobe Premiere Pro.

Chegou a hora de começar a testar em seus próprios projetos e alcançar melhores resultados ao trabalhar o color grading. Espero que tenha gostado! E não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube para receber muito mais conteúdos interessantes para a sua carreira.

Até mais, pessoal!

Deixe o seu comentário