CATEGORIAS CINEMA DICAS FILMAGEM PRODUÇÃO

FILMES DE TERROR COM BAIXO ORÇAMENTO

10 de dezembro de 2019

author:

FILMES DE TERROR COM BAIXO ORÇAMENTO

Fala, galera! Algumas semanas atrás falamos sobre a importância das produções de vídeo autorais. Tanto para formar um primeiro demo reel dos seus trabalhos, quanto para aumentar a sua experiência como videomaker. Hoje vamos falar de um tipo mais específico de vídeo: o filme de terror e sobre como uma proposta desse tipo pode acabar tendo um custo muito mais baixo do que outros tipos de produção.

Para muitos videomakers, o primeiro filme em geral possui sempre um orçamento muito baixo, a não ser que você tenha dado a sorte de lançar um projeto e vencido um edital ou conquistado um investimento externo, por exemplo.

Os filmes de terror parecem ter sido feitos sob medida para videomakers com baixos orçamentos, exigindo inerentemente menos dinheiro e elegância para produzir do que quase todos os outros gêneros. Isso torna o filme de terror uma ótima opção para quem está começando.

Confira abaixo este vídeo da NPR explorando as diversas maneiras pelas quais os filmes de terror permitem aos cineastas uma boa redução de custos, fator que os torna mais rentáveis para os negócios:

Dicas para fazer filmes de terror com baixo orçamento

Em primeiro lugar, para deixar essa imagem de lado, baixo orçamento não significa necessariamente baixa qualidade. Inclusive este é o ponto crucial: filmes de terror não exigem altos investimentos na produção, como locações, figurinos e elenco, por exemplo

Portanto, dito isso, vamos nos aprofundar nos pontos que tornam os filmes de terror geralmente mais baratos.

Localizações limitadas

Quanto mais locações você incluir no seu projeto, mais caro ele vai custar. A maioria dos filmes de terror acontece em uma cabana na floresta, numa casa mal assombrada, no quarto de uma garota possuída, entre outros.

Ou seja, filmes de terror não exigem muitas locações porque a ação geralmente é centralizada em um único local onde toda a trama acontece.

Menos conversas

Os vilões do filme de terror não gostam quando suas presas ficam piegas e, se você analisar bem, não há muito o que dizer a um maníaco homicida com uma faca de açougueiro além de implorar por sua vida.

Isso quer dizer que o diálogo é limitado em filmes de terror. Os personagens passam naturalmente a maior parte do tempo se beijando, gritando, correndo para se esconder. Não são necessárias muitas linhas de diálogo para esses tipos de cena.

Isso é bom para manter os custos baixos porque:

  • As funções de diálogo custam mais dinheiro;
  • Você pode contratar atores menos experientes, o que também reduz custos.

Medo do desconhecido

A beleza de fazer filmes de terror é que as coisas que assustam a maioria de nós não são necessariamente monstros ou lugares impressionantes. É apenas o desconhecido. E, acredite: o desconhecido não custa muito dinheiro para produzir.

Se você não tem dinheiro para maquiagens personalizadas de monstros e CGI, use a criatividade e mostre ao público apenas uma sombra que foge, um reflexo no espelho, um personagem de roupas rasgadas com uma máscara de pano.

Tudo isso tem o potencial de assustar os espectadores.

Lembre-se do filme A Bruxa de Blair, que dá nome a uma personagem que não aparece no filme, mas que deixa todos apavorados durante todo o enredo.

Trajes e adereços baratos

Produzir um filme sobre um cientista da NASA que investiga um ônibus espacial desativado e conhecido por ser mal assombrado pelo fantasma de um cosmonauta russo armado com um elaborado canhão laser alienígena pode ser complicado. Contudo, se o seu objetivo é reduzir custos, convém optar por contar história mais simples.

Histórias de terror podem ser colocadas em situações mais simples, como um grupo de amigos de 20 e poucos anos sendo atacado por um psicopata com uma faca de cozinha, ou perseguido por uma força invisível, por exemplo. Você não precisa gastar dinheiro em roupas e acessórios caros; basta invadir seu armário e procurar peças interessantes para usar.

Terror funciona bem com baixo orçamento

Os filmes de terror tem, por natureza, a característica de serem corajosos, sujos e crus. Quando você pensa no Masacre da Serra Elétrica, por exemplo, ele é um filme cujo principal objetivo é assustar as pessoas, não deixá-las admirar seus sets ou composições (embora você possa fazer isso também).

Um outro ponto: fãs de terror não estão procurando filmes polidos, mas sustos e uma boa história de terror, ou seja, sensações de baixo custo para produzir. Você não precisa de muita iluminação, nem do melhor equipamento, ou estabilizador de câmera. Honestamente, você pode assustar a platéia apenas correndo pelas filmagens do computador de mão.

Podemos colocar como exemplo os filmes Atividade Paranormal e A bruxa de Blair, inegáveis sucessos de bilheteria por conta deste apelo ao terror, mas que custaram apenas US $ 15.000.

Dividir os lucros

Este ponto não é usado apenas no cinema de terror, mas definitivamente vale a pena mencionar. A participação nos lucros é um conceito financeiro de contrato no qual você paga ao elenco e à equipe uma certa porcentagem dos lucros futuros do filme, em vez de pagar a eles um montante fixo antes das filmagens.

Isso certamente ajuda você como cineasta a economizar dinheiro antecipadamente, mas existem riscos. Em primeiro lugar, você está pedindo ao seu elenco e equipe que corram o grande risco de nunca serem realmente pagos, já que não há garantia de que o filme realmente terá qualquer lucro. Por outro lado, caso o filme seja um grande sucesso, você perderá mais parte dos lucros do que gostaria.

Quantidade acima da qualidade

Para quem é videomaker e possui baixo orçamento, este conceito significa basicamente: altos volumes de produção + baixo custo = grande retorno. Claro que estes “retornos” podem não significar grandes receitas de bilheteria do cinema tradicional, mas certamente serão tão valiosos quanto a experiência que você deve adquirir produzindo filmes de terror.

Isso não quer dizer sair pela rua gravando centenas de filmes de terror de baixa qualidade, mas sim se adaptar com fllmes que sejam bons o suficiente de acordo com o seu orçamento. O melhor a fazer é sair fazendo centenas de filmes de terror da melhor maneira possível com o dinheiro e os recursos que você tem.

Sequências de terror

Filmes de terror são muito fáceis de serem transformados em sequências. Inclusive atualmente os estúdios costumam transformar filmes em franquias.

È sempre bom ter isso em mente enquanto você for um cineasta com baixo orçamento. Afinal de contas, isso vai lhe preparar para pensar fora dos padrões com seus roteiros e a explorar o potencial que eles têm de virar uma sequência.

Filmes de terror são desafiadores, porém você tem diversas formas de fazer algo nesse sentido usando baixos orçamentos. È uma excelente forma de testar as suas habilidades e colocar em prática criações novas e que desafiem o que você já fez até o momento.

Espero que tenha gostado das dicas! Já fez algum filme de terror? Conta pra gente nos comentários como foi a experiência. Não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube para receber mais conteúdos interessantes para a sua carreira.

Até a próxima, pessoal!

Deixe o seu comentário