CARREIRA CATEGORIAS DICAS NOTÍCIAS OZI VLOG PRODUÇÃO

10 FORMAS DE GANHAR DINHEIRO COM VÍDEO NA QUARENTENA

15 de maio de 2020

author:

10 FORMAS DE GANHAR DINHEIRO COM VÍDEO NA QUARENTENA

Olá, pessoal! Tudo bem por aí? Como anda a vida nesta quarentena? Ou melhor, como anda o trabalho? Todos nós sabemos que essa fase que o mundo inteiro está passando tem, de certa forma, arrefecido nossa profissão. Isso quer dizer, menos contratos, menos faturamento, menos possibilidades. Será mesmo?

O post de hoje é sobre o que fazer para sobreviver financeiramente a esta quarentena trabalhando como videomaker. Você verá que existem algumas formas inteligentes de produzir conteúdo de casa, respeitar o distanciamento social e ainda se manter super ativo.

Dá uma olhada nesta aula ao vivo feita por Maurício Fonteles com 10 dicas infalíveis para ganhar dinheiro nesta quarentena:

10 dicas para ganhar dinheiro com vídeo na quarentena

Em primeiro lugar, você precisa entender que a produção de vídeo é relativamente baseada em contato. Portanto, talvez não seja uma boa ideia neste momento idealizar produções megalomaníacas com muitas pessoas envolvidas, por exemplo.

Ainda assim, existem algumas formas de criar conteúdo e trabalhar com vídeo de dentro de casa, sem oferecer risco nem a si, nem aos outros.

Confira abaixo estas dicas:

1. Edição de vídeo

Apesar de todo este cenário de pandemia, muita gente continua criando vídeo e gerando conteúdo de dentro de casa. Existem cada vez mais clientes buscando presença nas redes sociais que não deixaram de produzir por conta da pandemia.

Hoje em dia, como sabemos, é fácil gerar conteúdo, porém as pessoas têm de modo geral uma dificuldade de dar vazão ao fluxo de edição de vídeo. E para isso acabam contratando editores, videomakers especializados que podem fazer aquele trabalho em muito menos tempo.

Um excelente exemplo são os “nuggets”, aqueles vídeos que reúnem fragmentos de conteúdos maiores como palestras, entrevistas, entre outros. Este formato surgiu no marketing digital e possui títulos chamativos e legendas para cativar o público.

Como os nuggets são pequenos extratos de conteúdos maiores, a partir de um conteúdo específico e longo, você consegue criar diversos vídeos para abastecer as redes dos seus clientes.

Este é um conhecimento que carrega além da parte técnica, a capacidade de extrair o conteúdo certo. Muitas personalidades e empresas que trabalham o marketing digital têm demanda para produção destes conteúdos.

2. Transmissões ao vivo

Com a quarentena, algo que entrou definitivamente em nossas programações de lazer foram as lives. Apesar das mais famosas serem shows e apresentações artísticas, existem muitas empresas que precisam deste tipo de conteúdo para continuar falando com seu público, gerando conteúdo novo, transmitindo conhecimento, notícias, entre outros.

Essa é uma tendência que só tende a crescer, inclusive pela facilidade de transmissão mesmo com pequenos setups. A Canon já anunciou a criação de um aplicativo que auxilia na transmissão de sinal de suas câmeras para funcionarem como webcams, por exemplo. Isso significa mais facilidade para conectar seu equipamento a softwares como o OBS Studio, que trabalha exclusivamente com transmissões ao vivo.

Apesar de toda essa facilidade, não é exatamente fácil transmitir um conteúdo ao vivo. Portanto, uma boa saída é começar a estudar este tipo de atividade para aprender a lidar com diferentes situações antes de começar a investir em equipamentos.

Este é um mercado que está passando por um gigante crescimento e ter esse conhecimento pode garantir grandes oportunidades agora e no futuro.

3. Fotos still e vídeos de produtos

Este é um bom momento para que empresas e lojas pequenas comecem a pensar em e-commerce para vender seus produtos. Entretanto, muitas delas não possuem fotos ou vídeos de seus produtos e aí entra o trabalho do videomaker.

Explorar este mercado é procurar empresas que estejam querendo oferecer seus produtos online e criar os melhores conteúdos. Certamente pequenos vídeos com qualidade poderão fazer toda a diferença.

4. Gerenciamento de redes sociais

Muitos videomakers têm um certo pé atrás com esta atividade. Talvez por medo de não entender direito, talvez por receio de não poder atender com qualidade. A verdade é que atuar com as redes sociais faz parte do trabalho de um profissional de mídia digital.

Além disso, este é o momento em que lojas e outros estabelecimentos comerciais mais estão querendo divulgar seus produtos e serviços. Portanto, gerenciar conteúdo, organizar publicações e bolar estratégias de comunicação pode ser uma boa saída neste momento de crise.

Isso vai gerar faturamento para você e bons resultados para os seus clientes.

5. Distribuição de conteúdo

Este é um ponto que está também atrelado às redes sociais. O alcance do conteúdo que você produz para os seus clientes está intimamente ligado aos resultados que serão gerados. Em outras palavras, propagar o conteúdo para mais pessoas significa gerar interesse mais amplo no produto.

Obviamente que isso não é um conhecimento natural, mas sim algo que você precisa começar a explorar. Caso você não tenha a menor familiaridade com este assunto, recomendamos começar a aprender estratégias de campanhas de vídeo e foto e como você pode oferecer esse trabalho para algumas empresas.

Uma super dica: comece a experimentar, fuçar e criar estratégias de campanha para o seu perfil, mesmo que seja usando um orçamento de R$ 5 por dia para mostrar seu trabalho, divulgar seu nome e sua atividade profissional.

Para finalizar este ponto, uma novidade: agora o OZI XP possui um módulo especial sobre distribuição de conteúdo para quem quer começar a trabalhar melhor neste sentido.

6. Criação de aulas online

Uma coisa tem ficado bastante clara depois do início da pandemia: a educação nunca mais será a mesma.

Isso significa que vamos precisar de vídeos para dar vazão a conteúdos neste sentido desde a educação infantil até a pós-graduação.

Este é o momento ideal para entender como fazer isso e buscar professores, especialistas, técnicos, universidades, escolas que estejam interessadas em ingressar neste futuro que se tornou tão necessário.

Apesar da facilidade de ligar o celular e transmitir aula ao vivo de dentro de casa, muita gente ainda está produzindo esse conteúdo com imagem e áudio de baixa qualidade. Certamente esses profissionais vão começar a procurar videomakers que possam ajudar.

7. Vender seu material para bancos de imagem

Existem alguns bancos de imagem online que permitem que o usuário faça upload de materiais em vídeo para uso em publicidade, documentários, entre outros.

Estes sites pegam material gravado e feito por outras pessoas e pagam um percentual quando o vídeo é comprado. Por isso é interessante publicar imagens impactantes, planos de cidades, imagens de viagens, entre outros.

Muitas pessoas ao redor do mundo utilizam bancos de imagem como estes para pegar imagens de cobertura e usar em produções autorais, publicitárias ou até mesmo jornalísticas.

Como nesta quarentena existe a dificuldade física de sair para filmar, vender para bancos de imagens pode ajudar a monetizar material que você já tem parado em seus HDs. Veja abaixo alguns exemplos de sites em que você pode fazer upload do seu material:

8. Motion graphics

Este ponto exige um conhecimento específico em After Effects, mas é também um tipo de conteúdo que você gera a partir do absoluto zero, além de não precisar sair de casa para filmar, por exemplo. Este é um verdadeiro trunfo para superar essa quarentena.

Ao se tratar de animação, muitas empresas e sites que utilizam essas produções acabam terceirizando este tipo de trabalho que geralmente é feito à distância.

Por fim, trabalhar com animação pode gerar muito mais faturamento do que uma produção convencional.

9. Geração de conteúdos

Pensar em produção de conteúdo para marcas e empresas pode ser uma excelente forma de fazer parcerias e garantir algum faturamento.

É sempre importante frisar que você não precisa ser gigantesco para monetizar o seu trabalho. Basta que as pessoas certas sigam os perfis que você administra, ou seja, que seu público-alvo esteja recebendo seus vídeos.

Gerar conteúdo é criar um relacionamento com a empresa que pode se tornar até mesmo um contrato mais longo.

10. Consultoria para empresas

Se hoje você já trabalha com vídeo ou está estudando para começar, você já tem um conhecimento 95% maior do que um dono de uma empresa qualquer.

Portanto, oferecer ajuda para criar uma primeira conexão com um cliente é uma forma de monetizar o seu conhecimento.

Muitas vezes, as empresas pagam para ter um profissional dedicado a resolver um problema direto. Por exemplo, o dono de uma loja pode passar anos estudando para entender como fazer um vídeo de alta qualidade, mas dessa forma, ele perderia tempo que poderia ser melhor aproveitado para lidar com outros problemas de seu negócio. Quando ele contrata um videomaker, ele resolve essa parte, deixando nas mãos do profissional aquela tarefa que será resolvida de um jeito muito mais simples.

Independentemente de quanto custa o seu trabalho, pense que seu conhecimento vale dinheiro. E sobretudo, você só vai fazer sua primeira consultoria quando passar a oferecer este tipo de serviço.

Monetizar é preciso

Para finalizar este post, é importante fazer um alerta: algumas dessas atividades ainda podem necessitar de um contato pessoal. Se você tiver que fazer uma reunião presencial durante a quarentena, ou ainda uma visita de locação, por exemplo, busque tomar todas as precauções de higiene recomendadas pelos órgãos de saúde pública.

Um outro ponto que você deve se atentar: deixe bastante claro nas suas redes sociais: “EU EDITO SEU VÍDEO”. Se possível, utilize as dicas que falamos no item 5 sobre distribuição e invista na divulgação do seu conteúdo com uma verba mínima. Você vai perceber como isso pode fazer toda a diferença.

Estas foram 10 maneiras de continuar faturando com vídeo mesmo durante a quarentena. Apesar dos tempos difíceis, esperamos que isso possa ajudar

Espero que tenha gostado das dicas! Não se esqueça de seguir e acompanhar o canal da OZI no YouTube, tem muito conteúdo ideal para o seu crescimento profissional enquanto videomaker.

Até a próxima, pessoal!

Deixe o seu comentário