CARREIRA CATEGORIAS DICAS PRODUÇÃO

GUIA PARA ESTRUTURAS DE ROTEIRO

19 de dezembro de 2019

author:

GUIA PARA ESTRUTURAS DE ROTEIRO

Olá, pessoal! Quando você está criando seu roteiro, existem muitas opções de estruturas a serem consideradas. Afinal de contas, a espinha dorsal de todo bom filme ou projeto de vídeo é um roteiro sólido. Este roteiro só pode acontecer com uma estrutura forte, que é o fator decisivo para o sucesso ou o fracasso de muitos projetos de filme ou vídeo.

Para estruturar adequadamente seus roteiros, você deve primeiro entender por que deveria se preocupar com a estrutura, para então poder improvisar e alterar tudo como desejar.

Vamos mergulhar nos segredos e nos porquês ao estruturar seus roteiros e roteiros – assim como diferentes alternativas estruturais – para dar a seus filmes e projetos a espinha dorsal mais robusta possível.

Divida sua ideia

Uma etapa importante na preparação de um roteiro é explicar a ideia principal do seu projeto. Em geral, tudo começa com uma ideia simples. Entretanto é absolutamente ok liberar a criatividade sem limites de estrutura ou mesmo sem saber exatamente o que sua ideia se tornará no caminho.

No entanto, em seguida você vai precisar transformar sua ideia em um projeto de filme real e descrevê-la em formato de roteiro. Por isso é importante dividir e compartilhar a sua ideia com alguém que possa lhe dar os parâmetros iniciais para montar uma boa estrutura.

A estrutura de três atos

Se você começar a estudar escrita para vídeo provavelmente encontrará muitas informações sobre a “Estrutura de Três Atos”. As raízes da estrutura de três atos vão fundo na história não apenas de filmes, mas também de romances, peças de teatro, histórias em quadrinhos e muito mais. E você pode encontrar a estrutura de três atos nos filmes de todos, de Hitchcock a Spielberg.

Com base no trabalho do grande Joseph Campbell e seus esforços para desbloquear a Jornada do Herói, sobre o qual estamos acostumados a ler, assistir e escrever sobre, a estrutura de três atos é basicamente a seguinte:

  • I: Configuração;
  • II: Confronto;
  • III: Resolução.

No entanto, há muitas nuances por trás desses três atos. É importante saber que, depois de entendê-la, você pode definitivamente começar a dobrar ou quebrar suas regras.

Estruturas alternativas

Embora a estrutura de três atos seja historicamente popular, pesquisar outras alternativas estruturais é algo a considerar. Aqui estão algumas das alternativas mais conhecidas:

  • 22 Passos: criados pelo roteirista John Truby , os 22 Passos são uma estrutura “passo a passo” mais literal a ser seguida em filmes de grande sucesso e de aventura.
  • Quatro atos: geralmente associado à escrita para TV, os quatro atos são uma versão modificada da estrutura de três atos que divide o segundo ato em duas partes ou, alternativamente, adiciona um quarto ato ao final.
  • Complicações progressivas: embora compatíveis como parte da estrutura de três (ou quatro) atos, as complicações progressivas envolvem a estruturação de sua história para garantir que as apostas aumentem constantemente.

Existem também muitas outras estruturas alternativas por aí, algumas com nomes e metodologias e outras completamente indefinidas. De muitas maneiras, a pesquisa é melhor, mas é importante começar a escrever, cometer seus próprios erros, obter feedback e escrever novamente.

Interessante não é? Começar a escrever o seu roteiro pode ser uma tarefa que vai abrir a sua mente para as possibilidades. Com essas dicas de estrutura, seus projetos de vídeo devem ficar mais fáceis de serem visualizados por uma equipe, ou mesmo de serem assimilados quando você for colocar tudo no papel.

Espero que tenha gostado e não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube para receber muito mais conteúdos interessantes para a carreira de videomaker. Até mais, pessoal!

Deixe o seu comentário