CARREIRA CATEGORIAS DICAS OZI VLOG PRODUÇÃO

QUAIS EQUIPAMENTOS DE VÍDEO COMPRAR PRIMEIRO?

1 de dezembro de 2019

author:

QUAIS EQUIPAMENTOS DE VÍDEO COMPRAR PRIMEIRO?

Olá, pessoal! Uma das dúvidas mais recorrentes dos profissionais que estão começando a trabalhar com audiovisual é sobre quais equipamentos de vídeo investir primeiro. Pensando em um universo repleto de produtos, reviews e novidades, é interessante saber de onde partir e onde se quer chegar no seu setup.

No vídeo abaixo, Maurício Fonteles fala sobre qual a melhor ordem para pensar nos seus equipamentos de gravação. Ou seja, é um bom ponto de partida para quem está começando a pensar nos investimentos para uma carreira de sucesso com produção de vídeo.

Assista abaixo:

Videomaker: quais equipamentos comprar primeiro?

Muita gente faz perguntas sem sentido em relação a equipamentos, especialmente perguntando sobre itens que não fazem o menor sentido para suas próprias necessidades. No vídeo, Maurício deu o exemplo de uma pessoa que usa apenas o celular para fazer vídeos mais simples e pergunta se era o momento certo de começar a usar um Crane V2, por exemplo.

Em primeiro lugar, Maurício deixa bastante claro: não existe uma ordem correta. Entretanto, existe uma linha de investimento mais adequada na hora de pensar em quais equipamentos comprar. Essa linha de investimento precisa ser completamente baseada nas suas necessidades enquanto videomaker e no que o seu tipo de vídeo e trabalho demanda.

Um outro ponto importante é a necessidade de pensar na sua carreira como um empresário. Isso quer dizer fazer investimentos certeiros e que tenham como foco o crescimento da sua atividade profissional. Portanto é imprescindível evitar investimentos que tragam problemas, sejam eles financeiros ou estruturais.

Equipamentos de áudio e vídeo caminham juntos

Para começar, você deve obviamente pensar na câmera que vai utilizar para gravar os vídeos. De qualquer forma, isso não o isenta de pensar simultaneamente sobre como vai gravar o áudio das suas produções.

Equipamentos de áudio e de vídeo devem ser equivalentes, para evitar imagens muito boas com som ruim, ou vice-versa.

Como a qualidade de áudio é mais fácil de ser atendida do que a qualidade de imagem, ao pensar na sua câmera, comece também a pensar no áudio.

Se você tiver um bom celular, investir em um gravador e um lapela, pode lhe abrir um imenso leque de oportunidades de gravação de alta qualidade e com baixo investimento.

Lentes extras

Pensando que você comece a fazer seus primeiros vídeos com uma DSLR e a famosa lente do kit, é importante pensar em alternativas. Uma lente 50mm pode elevar o nível do seu trabalho, além de ser uma lente de entrada para este universo.

Pensar em lentes mais clara, tele, ou outras que ajudem a melhorar o seu trabalho como videomaker é um ponto crucial neste momento.

Pense em acessórios

Em seguida, você deve pensar em pequenos itens que podem fazer a diferença no seu trabalho. Por exemplo, ter duas baterias para a sua câmera vai aumentar a sua autonomia e garantir mais horas de gravação. Assim como manter sempre dois cartões de memória vai ampliar a sua capacidade de armazenamento.

Um bom tripé também pode fazer toda a diferença dependendo do estilo de gravação. Evite investir esforços em tripés de baixa qualidade. Eles são leves e pouco estáveis, além de poderem ser levados pelo vento em gravações ao ar livre.

Procure um tripé mais firme, com uma cabeça de vídeo que permita fazer movimentos de pan e tilt, por exemplo.

Um bom computador

Até este momento, Maurício falou apenas de equipamentos e acessórios básicos para produção de vídeo. De qualquer forma, existe um que pode ser predecessor de todos estes citados que é o seu computador.

Ter uma máquina potente pode fazer toda a diferença na hora de baixar os seus arquivos, organizar o seu material e até mesmo editar o seu conteúdo.

Iluminação

Dificilmente você não vai precisar pensar em iluminação. A dica aqui é: comece simples! Até um setlight básico funciona como base de iluminação para você começar a fazer seus vídeos com tranquilidade.

Investir em tripés de luz, rebatedores e outros pequenos acessórios relacionados à iluminação pode oferecer uma base sólida para as suas produções.

Hora de subir o nível dos seus equipamentos

Com todos esses equipamentos acima “resolvidos” no seu setup, talvez seja hora de começar a alçar vôos maiores (e não estamos nem falando de drones ainda). Caso você faça muitos vídeos em movimento, por exemplo, pode ser uma boa saída encontrar estabilização de qualidade.

Isso pode ser feito com steadycams, glides ou outros tipos de estabilização manual. É claro que, caso você tenha se preparado para investir em um gimbal mais profissional e ele possa lhe ajudar nos seus trabalhos futuros, vá em frente. Ainda assim, você terá alternativas mais simples e de menor custo antes de precisar investir em um Crane, por exemplo.

No caso dos drones, faça esse investimento apenas caso as suas produções exijam demais esse tipo de imagem. Como Maurício disse no vídeo acima, pode ser que você acabe usando bem pouco e deixando um equipamento parado em seu setup, transformando um Mavic Air apenas em um brinquedo caro.

Viu só? Existem diversos passos antes de começar a sonhar com o seu drone. Investir em equipamentos pode ser uma dor de cabeça se você começar a comprar por impulso e sem a real necessidade de usar aqueles itens. Portanto, espero que tenha gostado e que essa lista possa ajudar a começar a pensar no seu setup de uma maneira mais prática e profissional.

Ah, não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube para receber conteúdos mais interessantes e úteis para o universo do audiovisual. Até a próxima!

Deixe o seu comentário