CARREIRA CATEGORIAS DICAS NOTÍCIAS PRODUÇÃO SMARTPHONES XP HISTÓRIAS

LOKE WOLF ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤXP HISTÓRIAS #01

26 de março de 2020

author:

LOKE WOLF ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤXP HISTÓRIAS #01

Fala pessoal! Uma das melhores coisas que você pode fazer para ganhar confiança no seu trabalho é conhecer outros profissionais. Como eles trabalham, como conheceram a área, que degraus subiram até chegar onde queriam como videomakers. Portanto, a partir de hoje você vai passar a conferir aqui pelo OZI blog também a série XP Histórias. Hoje com a história de Loke Wolf, profissional da dança que viu na produção de vídeo uma forma de aprimorar a sua atividade.

Feita com alunos da OZI que passaram pelo OZI Experience (carinhosamente apelidado de OZI XP), nesta série você vai conhecer algumas histórias de alunos da OZI XP que se destacaram no mercado de trabalho. Cada um à sua maneira, com o seu jeito e na sua cidade, mudaram a história das suas carreiras com a produção de vídeos para os mais variados tipos de clientes.

No episódio de hoje, Maurício Fonteles conversa com Loke Wolf, um dançarino de Salvador (BA), que procurava formas de produzir conteúdo em vídeo usando a dança e encontrou uma excelente saída usando o que tinha em mãos: o seu próprio smartphone.

Dá uma olhada nessa conversa!

A história do dançarino Loke Wolf mostra sobre como o video foi uma saída de metre para um trabalho que ele mesmo já fazia com a dança. Um dos pontos interessantes da conversa foi sobre como ele começou a gravar os vídeos e depois enxergou que faltava algo. Assim ele foi aprimorando as questões de iluminação e áudio, por exemplo.

Dificuldades para gravar com o celular

Para Loke Wolf, a principal dificuldade na hora de gravar com o celular é a automatização de alguns recursos nativos. Apesar de existir alguns aplicativos que desbloqueiem grande parte dos recursos, pode ser que você não consiga mexer em algumas configurações, especialmente se tratando de smartphones com sistema operacional Android.

Neste caso, o que vale a pena fazer é o que você faria também com uma câmera profissional, ou seja, estudar o equipamento. É importante testar sob diversas condições de iluminação e em diferentes lugares, para saber exatamente como o equipamento vai se comportar

Filmar com um celular pode exigir mais cuidados do que você teria se estivesse com uma câmera profissional. Interessante quando Loke Wolf diz que aprendeu a mexer em câmeras por causa do celular. Ao mesmo tempo em que os aplicativos tiram os recursos do automático, eles acabam levando você a aprender como estes recursos funcionam. Isso facilita a sua vida na hora de pegar uma câmera profissional.

Portanto, o celular possibilita toda a praticidade e agilidade que uma câmera profissional não oferece. Apesar disso, o equipamento é também super importante. Ao filmar usando o celular você pode acabar precisando de equipamentos extras de estabilização e até mesmo de iluminação. Isso porque sensores do celular não são tão claros quanto os de uma câmera profissional.

Confira abaixo o trabalho de Loke Wolf e acompanhe também no canal Kartola Rocker’s Crew

E aí, gostou? A história de Loke Wolf pode servir de ponto de partida para muita gente que está começando a pensar sobre produção de vídeo. Assim como ele viu na carreira de videomaker uma saída para ajudar a aprimorar seus vídeos de dança, muita gente pode acabar descobrindo formas de aprimorar suas atividades por meio do vídeo.

Espero que tenha gostado! E não se esqueça de acompanhar o canal da OZI no YouTube para ver muito mais entrevistas e conversas com profissionais que passaram pelo OZI XP. Até mais, pessoal!

Deixe o seu comentário